Entrevista Sandra Fernandes – Escola Natureza +

Quando se juntou à Escola Natureza +, ou quando este projeto foi pensado, quais os conceitos de natureza que trazia consigo? E o que é que a Natureza lhe traz a si pessoalmente?

Em criança, quando comecei a ter noção do que a natureza representava e o quanto ela é importante para a vida dos seres vivos, aprendi a respeitar e a dar valor, pois percebi que precisamos diariamente dos seus recursos, tais como o oxigénio, a água potável, a terra para plantar e os animais. Percebi que a natureza funciona como um ciclo e ao colocarmos em causa este ciclo, podemos comprometer os recursos disponíveis para nós e para as nossas gerações futuras.

Para mim, a natureza traz tranquilidade, serenidade, boas memórias e experiências, não esquecendo o alimento. Foi na rua a brincar que passei a minha infância com os primos e os vizinhos. Todos os dias, depois das aulas, ao fim-de-semana ou nas férias, juntávamo-nos para as diversas brincadeiras ao ar livre e muitas vezes com pouca supervisão do adulto, o que tornava as experiências mais “nossas”. Também me recordo de ajudar a minha mãe na terra com o cultivo de alimentos hortícolas e com os animais que criávamos para comer, pois essa experiência permite-me ainda hoje ter uma pequena horta, onde continuo a passar um pouquinho dessa experiência ao meu filho, servindo como um momento de conexão e de relaxamento.

O que é que o contacto com a Natureza lhe trouxe enquanto Criança? Se puder recordar uma situação, é possível partilhar connosco?

Enquanto criança, o contacto com a natureza, para além do que já referi, trouxe momentos de muito felizes com os adultos e com outras crianças. Recordo-me de todo o processo das vindimas, onde os adultos riam e faziam as suas brincadeiras entre eles e com as crianças. A meio da manhã sentávamo-nos todos numa manta que se estendia no chão (incluindo os adultos) e comíamos um lanche que era preparado específico para aquela ocasião, o bacalhau cru desfiado com azeite e alho acompanhado com pão cozido no forno a lenha. Certamente havia mais coisas para comer, mas este “petisco” foi o que ficou na memória. Vindimar não era algo que eu gostava de fazer naquela altura, as brincadeiras com os primos e com os filhos das pessoas que vinham ajudar, eram bem mais interessantes, tínhamos momentos de muita diversão nos pinhais existentes ao lado da vinha. Também era aos domingos, principalmente no verão que familiares e amigos juntávamo-nos para passeios e saídas na natureza, como por exemplo, as idas à praia ou os piqueniques. Saímos cedo pela manhã, já com parte do almoço preparado e passávamos o dia na praia ou num parque. Eu adorava sempre estes passeios porque os adultos interagiam muito connosco e estavam alegres e bem-dispostos, para além do convívio proporcionado entre outras crianças.

Que vantagens é que acha que as crianças vão ter dos eventos da Escola Natureza +?

As vantagens que as crianças vão ter na Escola Natureza+, é a liberdade serem o que desejarem e criarem sem manipulação do ambiente, privilegiando as brincadeiras livres com os riscos controlados. Desta forma as crianças adquirem várias competências através do movimento, dos estímulos, da interação com os outros e com o meio ambiente importantes para o desenvolvimento das suas capacidades motoras, cognitivas, emocionais e sociais que lhes permitirá crescer de forma mais segura e feliz. Não esquecendo que o contato direto com a Natureza é a melhor forma de aprender a respeitar a mesma.

E os adultos?

O adulto pode através de ateliers , conversas e partilhas adquirir experiências e competências sobre a importância do brincar na natureza e da importância que a natureza tem da relação entre pais e filhos.

Como vê a Escola Natureza + a crescer na Região Centro?

Eu vejo a Escola Natureza+ a chegar a cada vez a mais famílias de todas as idades, a fazermos partilhas e visitas com outras entidades com o mesmo objetivo, e a promover atividades noutras instituições e em outros ambientes ao ar livre.

Nos próximos 5 anos há planos de investir a nível nacional e mais ações fora de Pombal?

Confesso que ainda é um assunto muito pouco abordado, mas sim é nosso desejo chegarmos cada vez a mais famílias.

Como vê o trabalho da vossa equipa, as 4 pessoas que trabalham na Escola Natureza +?

Eu vejo o nosso trabalho tal e qual como o nome indica, trabalho de equipa, somos quatro mulheres fantásticas, diferentes, e cada uma com as suas especificidades, mas com mesmo objetivo: o que podemos e como podemos fazer para que cada criança, adolescente e adulto se sinta um ser único, especial e feliz.

E esse trabalho de equipa, gostariam de replicar para as crianças com quem trabalham?

 Sim, mil vezes sim, a tranquilidade e estabilidade do grupo é fundamental para transmitirmos serenidade, leveza, amor e segurança. O trabalho de equipa e de entreajuda é algo que levam para a vida toda. Plantar sementes dentro dos seus corações que possam ajudar a gerir as suas emoções e as relações de forma mais tranquila e equilibrada, é algo tão importante, para que a tornem adolescentes capazes de ultrapassarem mais facilmente os seus medos e com mais capacidade decisão, e em adultos, serem pessoas mais seguras e realizadas. Já para não falar, que as crianças aprendem com o exemplo e nós adultos somos o exemplo diário para elas.

Que competências e atitudes pretendem passar para as crianças e adultos que beneficiam das vossas atividades poderem levar para casa?

As competências que pretendemos passar para as crianças são, o respeito pela Natureza, por si (pelo seu ser) e pelo outro. Através das experiências vividas na escola, queremos que a criança sinta liberdade para expressar aquilo que ela é na sua essência e  que nunca se esqueça disso, ficando na sua memória de forma a recordar ao longo da sua vida. Para os adultos desejamos que possam recordar memórias, partilharem experiências e dificuldades, que adquirirem conhecimento para melhor  e maior aproveitamento do tempo com os seus filhos, assim como, momentos lúdicos de bem estar onde se possam expressar e sentir livremente sem julgamentos.

Por fim, que mensagem quer deixar sua e da natureza (que afinal aqui representa!) a quem quiser inscrever-se nas vossas atividades?

Desde a minha infância que sinto que muito mudou e sinceramente na minha opinião, vivemos apressados e tão ocupados que deixamos de ter tempo…. a verdade é que as exigências são outras e torna-se cada vez mais difícil e pesado acompanhar certas exigências impostas pelos tempos que vivemos! Com isto tudo mudamos o mundo da criança do natural para o manipulado (um bom exemplo, é os espaços exteriores das escolas e parques infantis terem deixado de ter areia), comprometendo o desenvolvimento saudável da criança nas várias etapas do seu desenvolvimento. O nosso objetivo é proporcionar à criança momentos e experiências que muitas vezes não conseguem ter de forma muito natural e com o que está disponível na natureza. Viver, mexer, sentir e partilhar é o que queremos proporcionar, sem nunca esquecer que nenhuma criança é igual à outra, respeitando o seu tempo e limites. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *